Páginas

22 de junho de 2015

Questão de perspectiva



Revendo fotos dessa viagem de 2009, fico lembrando do nosso receio de como o Ivan ia se sentir e se comportar no avião, com voo de 12 horas, conexão, mais voo. Pensa bem. Um gurizinho de 3 anos enfrentando tudo isso. No final, foi um anjo e a parte aérea foi 100%.

Em compensação, durante a estadia... Com a cuca zoada pelo fuso horário, sem o horário certo da soneca da tarde, comida diferente, super excitado por estar na casa do primo com o primo sempre disponível pra brincar e um monte de brinquedos diferentes pra explorar. Aí o bicho realmente pegou. 

Encaramos episódios de birra que duravam horas - em parques, na rua, no restaurante, no shopping. E o bichinho não queria comer. Nada. Até a batata frita do McDonald's ele achava que tinha gosto estranho. Passou a viagem toda com um tubo de Pringles debaixo do braço.



E então, seis anos depois, me deparei com essa foto, que ainda não tinha virado scrap. E ele me parece simplesmente adorável, nem sinal daquele diabrete californiano das minhas memórias. Tava feliz da vida, brincando no playground e comendo pipoca.

Por essas e outras é delicioso poder fazer scrap e ter as fotos digitais. Você pode imprimir o quanto quiser, quando quiser e o scrap te dá a chance de registrar os seus olhares, que podem ser diferentes em momentos diversos, sobre a mesma fotografia.

Pagininha foi feita com a coleção Here and Now da Echo Park, brincando com camadas e um design diagonal.

E viva o tempo que nos presenteia com novas perspectivas.


Bi Medeiros






Um comentário: