Páginas

14 de junho de 2013

Diagonalmente falando

Vejam se vocês já passaram por isso: fazendo sua página de scrap, cortando e colando, tralalá, uma parte está pronta mas falta a outra, quando de repente dá um estalo na cabeça e você sente um frio na barriga: e se você continuasse a página de um jeito bem diferente do que tinha pensado, com um design bem mais arriscado, mas com um impacto bem diferenciado? E se eu estragar tudo o que fiz querendo inventar demais?
Essa página foi assim: eu me dediquei a fazer a parte de baixo sem turbulências e ia resolver a parte de cima sem maiores novidades, até que me aterrissou a ideia de usar uma forma diagonal bem grande em cima. Então eu suei frio de medo de arruinar tudo, mas fui em frente e saiu assim. Bom, adorei a experiência!

E deu para enfeitar bem com os perecotecos da dear Lizzy: recortes, die-cuts, chipboard...

... e acrescentar uns toques pessoais como costura, carimbo e formas de furador.
E aí, gente, quem também curte correr uns riscos fazendo scrap? Pode ser um design, uma técnica, uma paleta de cores ousada...


Beijos por hoje e bom scrap sempre,


Bi Medeiros

3 comentários:

  1. Ficou lindo, Bi! Eu tb tento fazer algo diferente. Muitas vezes acontece isso comigo!! Que bom que não sou ET. Bjo

    ResponderExcluir
  2. Bi, amei o resultado!!!
    Isso de não travar diante daquilo que o sentimento nos propõe é um exercício muito muito bom!
    E sabe o melhor de tudo: o scrap é uma arte que nos permite "errar" e corrigir facilmente, na maioria das vezes. Então por que não?!
    Beijos e parabéns!!

    ResponderExcluir